História do Vidro no Brasil

O vidro é uma substância inorgânica, fisicamente homogenia e de dureza considerável, obtido a partir da fundição de areia siliciosa com potassa ou soda que passa por um processo de resfriamento até atingir sua rigidez. Este material pode ser fabricado com superfícies bastante planas e impermeáveis, possuindo um grande número de aplicações.
Muitas histórias são contadas a respeito de sua origem, e não se sabe ao certo quem e quando foi criado. Uma das histórias mais difundidas diz que ele foi descoberto acidentalmente por navegadores fenícios, há mais de quatro mil anos.

Mas o que se sabe, comprovadamente, é que os povos antigos (egípcios, sírios, fenícios, assírios, babilônios e gregos) já realizavam trabalhos com vidro e que este foi aperfeiçoado pelos romanos que, já naquela época, dominavam os processos de lapidação, coloração, pintura, gravura e até a moldagem no vidro soprado para a fabricação do vidro oco, técnica que marcou a história do vidro.

Durante vários séculos o setor vidreiro continuou a se desenvolver em alguns países da Europa, que contribuíram grandemente para o aperfeiçoamento dos processos de produção e de valorização do caráter estético e artístico das peças de vidro.Em fins do século XX, iniciou-se o processo de modernização aplicado a sua produção, com o aperfeiçoamento de novos produtos, ampla utilização dos vidros de segurança, vidros com superfícies tratadas entre outros avanços proporcionados pelas mais recentes descobertas tecnológicas que acabaram por tornar o vidro uma peça fundamental na vida do homem.

No Brasil

A chegada do vidro ao Brasil se deu no mesmo período das invasões holandesas às cidades de Olinda e Recife, em Pernambuco, entre 1624 e 1635. Nessa região foi construída a primeira oficina de vidro, criada por quatro artesões que acompanhavam o príncipe Maurício de Nassau. Após a expulsão dos holandeses das terras brasileiras, a oficina fechou e, nesse período, todo o vidro passou a ser importado de países europeus.

Apenas no ano de 1812 a produção de vidro no país voltou a ser realizada, com a instalação de uma indústria baiana na qual eram produzidos vidros lisos, de cristal branco, frascos, garrafas e garrafões. Mais tarde, fábrica também acabou sendo fechada.

Em 1839, outra fábrica é aberta, dessa vez no estado do Rio de Janeiro, enfrentando a concorrência de produtos vindos da Europa. Entre o final século XIX e o início do século XX, algumas fábricas foram instaladas, sendo que no início deste último século, a produção de vidro era essencialmente artesanal, utilizando os processos rudimentares de fabricação e só apenas no final deste período é que a indústria do vidro passou a se desenvolver, com a instalação de máquinas que deram fomento à produção em massa.

Também nesta fase, surgiram várias empresas que estão presentes no mercado brasileiro até hoje, especialmente a partir de 1950, quando a produção do setor vidreiro cresceu de forma considerável face ao acelerado processo de industrialização aqui iniciado, possibilitando com isso, investimentos vindos do exterior. A partir de então, as empresas fabricantes de vidro no Brasil têm passado por um processo de amadurecimento e expansão, caracterizado pelo desenvolvimento tecnológico que envolve este setor.

Estatística

Hoje29
Ontem30
Esta Semana178
Este Mês625
Total66548

Visitor IP : 54.80.60.91 Visitor Info : Unknown - Unknown Sexta, 17 Novembro 2017 20:47
Scroll to top